sábado, 21 de novembro de 2009

Sozinha na praia



About Blank.

Já estava com saudades de digitar nesta sua página incrivelmente pura, embora que não pareça. Ontem foi feriado e até os blogueiros ficam de folga :~

Hoje foi um dia que poderia ter sido muito bom, mas segundo as minhas escolhas preferi que não fosse. Por que?

Bem, lá vão os motivos.

- Eu poderia ter ido ao ensaio do BOB. Eu quis, mas os adultos sempre interferem, SEMPRE ¬¬

- Eu poderia estar em um sítio aconchegante. Não ter ido foi escolha minha mesmo.

- Assistir Lua Velha. Não gosto de vampirinhos que brilham no escuro mas seria legal assistir só pra avacalhar :~

Porém, meu dia foi outro, não ele não foi ruim, mas poderia ter sido melhor. Eu fui à praia no fim de tarde e estava de calça jeans e all star (foi um fiasco, de fato essa roupagem não combina com clima tropical). Antes eu tinha ido ao shopping e de lá fui para a praia.

A praia.

Ah, aquele mar raivoso que tanto contemplo.

Uma garota de calça jeans e all star parada na praia e sozinha, com as mãos nos bolsos, essa foi a imagem triste About Blank. Comecei a andar, embora que tivesse dito a titia que não sairia de perto.

Aff, criança é assim mesmo, sempre desobedece ¬¬

Meus tênis afundando na areia e levei uns dez minutos para andar uns três metros...

Me dispus a observar as pessoas.

Um bêbado.

Uma mulher lendo revista atirada na areia.

Dois gordos olhando para uma raquete.

Três gays deitados um do lado do outro.

Tá, depois disso eu parei de observar :~

Ir à praia sozinho é tão triste.

Tudo fica melancólico, a paisagem, a maresia, as pessoas, a calçada, o quiosque, o cachorro do rico, o céu, a montanha, a ilha, a prancha de surf e o surfista... será coisa minha ou eu tava mesmo sentindo saudade do BOB?

Não sei, mas depois eu voltei ao encontro da titia e fiquei filosofando enquanto via os ricos em seus charmosos apartamentos.

*FIM*

quinta-feira, 19 de novembro de 2009


Querido ABout Blank querido,

Hoje é dia 19 de novembro e im sooooooo happy :D

É o último dia de aula! ÚLTIMO DIA! ÚLTIMO DIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ABout Blank:

"Você não está de recuperação final em InglÊs? ¬¬"

A.B., você sabe como estragar a felicidade de uma criança ¬¬

É verdade, estou de recuperação final em inglês e corro risco de repetir de ano por causa dessa língua sufresh. Eu terei orgulho de dizer para os meus filhos:

"Sua mamãe repetiu de ano porque não sabia conjugar o verbo Tóbi". ¬¬

Hoje, nas provas de Física, eu desenhei o meu professor quando era bebê na última folha, hehe.

Com certeza vou ganhar ponto negativo por isso :x

O BOB contou mais uma de suas piadinhas. Estávamos em nosso grupo de amizade no Pai Sérgio de Ogum e ele se dispôs a falar:

"Um operador de computador pediu para o Silvester Stallone instalar o Windows XP. E o Silvester Stallone respondeu: Instala Vista, beiber".

Tomasão:

"Porque o Silvester disse isso?"

BOB:

"Porque ele diz isso no Exterminador do Futuro"

todo mundo:

o.o?!

Tomasão:

"Quem faz Exterminador é o Arnold Shuasneguer ¬¬"

aí que veio a graça a piada, hehe :D

Bem, eu não pude muito avacalhar com o BOB, porque até então eu achava que era o Rambo quem subia as escadas com aquela musiquinha de glória. Eu sei, somos um casal perfeito.

Hoje também BOB e eu seguimos um caminho diferente, um caminho do mal que nos oferecia biscoitos. Hehe, brincadeirinha. Era uma rua que a gente nunca tinha ido, então a gente foi por ali. Conclusão: a rua acabou numa favela; Rio de Janeiro é sufresh, mesmo.

Hoje também meu primo contou que quando foi levar a cachorra para o veterinário, ela soltou um´"líquido" que saiu das glândulas traseiras.

Hehe, não, não é diarréia ¬¬

No meu curso de teclado, meu professor também me contou uma piadinha. Para ser sincera, nem era para ser uma piada, foi um fato real relatado por um usuário de pozinho.

Era assim, óh:

"O cara estava numa rave e tomou todas as pastilhas e aspirou todos os pozinhos a que tinha direito. Saindo da festa, visto que já estava alucinado, ele foi parar no meio de um mato. O cara ficou perdido no mato, não sabia como sair. Ele começou a ficar desesperado, à procura de uma saída, porém não achava nenhuma, apenas mato. Até que um gnomo veio até ele e falou:

_ O caminho é por ali, velho..."

O cara se safou da mata e depois disso ele se converteu para uma igreja evangélica e nunca mais se drogou, oh yeah, oh yeah.

Eu ri. ¬¬

Pena que você não ria ABout Blank, porque eu não consigo transmitir nenhuma emoção no que eu escrevo.

Voltando para casa, foi meio bizarro o caminho de volta. Não sei, eu estava muito distraída, mais destraída que o bendito normal, e num sinal vermelho, isso aí, direito total de eu pedestre atravessar, quase fui atropelada por uma bicicleta.

Era uma loirona gordona que tava no comando da baicicou, e ela tipo, veio na maió velocidade pra cima de mim.

EU SIMPELSMENTE PARALISEI.

Eu pensei que ia ser o fim, então melhor aceitar sabe, para quê fugir? ¬¬

A gordona exclamou:

"OOOOPA!"

eu:

"AAAAAAAAAAAAH!"

O guindom passou raspando na minha parte traseira e a Bridigte Jones da baicicou continuou pedalando, oh yeah, oh yeah. E ainda me lançou um olhar ameaçador ¬¬

Depois, arfando de nervosismo, "cara eu podia ter parado no hospital", para não ser suficiente, outro susto.

Fui atravessar outra rua e eu distraidamente continuei andando e num segundo vejo um carro freando no meu lado esquerdo...

"AAAAAAAAH, TÁH DE SUKITA COMIGO, NÉ?"

Por sorte o motorista parou o carro a tempo e fez sinal para que eu continuasse com a minha distração ¬¬

De lanche eu comi um balde pipoca que meu primo havia deixado na estante, (acho que a pipoca já estava lá em estado de repouso há umas duas horas) mas mesmo assim me contentei como um pinto no lixo com a pipoca murcha, hehe

BAI, ABout. I love you, but you dont love me, hehe :D




quarta-feira, 18 de novembro de 2009

About Blank!
Gostou do seu novo visual?!
ABout Blank:
"Claro, agora sou a página mais lolante da internet ¬¬"
Foi a minha amiga Chucrute* (nomes fictícios) que me indicou o site onde downlodamos esses papéis maneiros. Mas vamos para a postagem de hoje!
ABout Blank:
"Iupi ¬¬"
Hoje foi um dia muito monótono e não tenho o que contar de absurdo ou fantástico.
ABout Blank:
"Você considera beber shampoo e enviar recados por engano uma coisa fantástica ou absurda? ¬¬"
Bem, vou começar pela manhã. Por que eu não poderia começar pela tarde, hehe. Não vi o BOB por motivos de atraso, eu demorei demais para escolher se eu deveria usar calça jeans ou calça jeans... Chegando ao âmbito escolar do Pai Sérgio de Ogum, fiz minhas duas provas de Química (gente, se alguém sabe se existe o ácido hipocloroso me avisa hein) e eu as terminei relativamente cedo.
Ao chegar ao pátio glorioso com gritos de criança e um bonde velho que joga chá mate em cima dos alunos (tudo no ABout Blank é verídito), encontro Chucrute, Landivá e Tomasão. Nomes fictícios, hehe. E não vale me acusar por danos morais ¬¬. Chucrute me devolve a minha toalha do mico-leão-dourado (é que sábado a gente tinha ido ao camping da pedra e eu esqueci minha toalha por lá) e eu carrego a minha toalha grossa e de um metro e meio nos braços... Chega o Mc Castor, hehe, e diz:
"Estou em vigésimo lugar no ranking geral da escola"
Eu:
"¬¬"
Eu de novo:
"Como você pode estar no vigésimo lugar se sou eu quem está no vigésimo lugar?"
Mc Castor:
"¬¬"
eu:
"¬¬"
Mc Castor:
"Já saiu um novo ranking".
Chucrute me olha com remela nos olhos e nós gritamos "VAMOS VER O NOVO RANKING!", enquanto nós subimos os quatro lances de escada atrás da guaravita do papel o Mc Castor foge e vai para casa, por que era mentira.
Não tinha jandainha nenhuma de ranking novo. Lembrando que todos os nomes feinhos são substituídos por nomes de suco.
Voltamos para o pátio esfolachadas de raiva e baba e percebemos que Mc Castor não estava mais no meio de nós.
Putz.
OK, depois disso para amenizar a nossa raiva fizemos a dancinha da fotossíntese na frente da cÂmera do Tomasão e a Chucrute se ofereceu para me levar até onde assisto, visto que BOB também não estava no meio de nós.
Chucrute:
"Deixa eu levar a toalha para você."
Eu deixei.
Pensamento de Chucrute ao carregar a toalha com o desenho do mico-leão-dourado:
"Estou carregando a filha entre ela e o BOB, sniff *-*"
No meio do caminho acariciamos um Golden Retriever e chegamos ao meu prédio.
Chucrute se vai.
Fico diante o elevador.
Lembro da minha filha raptada na bolsa da Chucrute.
"MINHA TOALHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA"
Sabe, nenhuma mãe deixa sua filha ser levada assim de graça. Mesmo a detestando, ela pode te dar algum dinheiro no futuro, hehe.
Heroicamente saí correndo do meu prédio e minha felicidade decaiu por não ver a Chucrute dando seus passos de pinguim à minha vista. Então foi o que deu.
SAÍ CORRENDO.
É, isso aí, dei uma de Forreste Gãpe, hehe. Eu corri enlouquecidamente, desviando dos mais perigosos obstáculos: os cocôs provavelmente feitos pelo Golden Retriever que eu acariciei. ¬¬
Avistei o casco da Chucrute (a bolsa dela :x), e dei uma respirada de alegria. Antes disso eu encarei uma velhinha que tava com ciúme porque não podia correr com tanta formosura quanto eu ú.ú
Agarrei o ombro da Chucrute e disse:
"Cérebros, eu quero cérebros" - Hehe, brincadeirinha.
Agarrei o ombro da Chucrute e falei:
"MINHA TOALHA!"
Chucrute:
"VOCÊ DE NOVO!"
eu:
"MINHA TOALHA!"
Chucrute:
"O QUE ACONTECEU?"
eu:
"A MINHA TOALHA!"
Chucrute:
"Você veio correndo?"
eu:
"Oh yeah."
Chucrute:
"Então vamos voltar para casa de novo".
eu:
"Minha toalha, Chucrú".
Chucrute me olha com indignação:
"Por que você voltou para cá?"
eu:
"Pode DEVOLVER A MINHA TOALHA?"
Chucrute:
"AÉ! A SUA TOALHA!"
¬¬ - são os momentos mais dimetis-pentanais da minha vida.
Foi o que aconteceu mais de interessante nessa manhã, afinal.
Quanto a parte da tarde, as únicas coisas que posso contar a você About Blank foi quando eu ia andando a caminho do meu curso e uma criança berrou no meu ouvido e em seguida eu vi um velho mentendo o braço dentro da lixeira. Não pergunte por que.
No meu curso, quando eu entrei na sala, como sempre atrasada, tive a imagem bizarra da minha professora com o cabelo no creme e papel higiênico entre os dedos. Tive medo de perguntar por qual motivo ela estava assim.
Eu sei.
Eu devo parar de ter medo e seguir em frente.
Hoje no meu cursinho eu aprendi as cores em inglês.
Reproduzindo o momento :>
Professora Creme&Papel:
"Vermelho em inglês, classe!"
eu (representando a classe porque todo mundo ficou mudo):
Red.
Creme&Papel:
"Vermelho em inglÊs, gente, vamos!"
eu:
Red.
Creme&Papel:
Ninguém sabe como é vermelho em inglÊs? :("
eu:
"REEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEED"
Garotinha escrisofrênica que senta ao meu lado:
"Rad."
Creme&Papel:
"Parabéns!"
eu:
¬¬
Poisé, ABout, tenho que ir estudar Física. Como pode ver, meu dia não foi um dos melhores, foi um verdadeiro sustache de chocolate. Falo isso porque sustache de chocolate é terrível. Vou repdroduzir o momento do lanche de hoje, porque no lanche de hoje eu TENTEI beber sustache de chocolate.
Secreta:
"Abra a lata de Toddy, essa marca aí não é boa"
eu:
"¬¬"
Secreta:
"É sério, o sustache não absorve direito no leite"
eu:
"¬¬"
Coloquei o sustache no leite branquinho que nem você, About Blank. POW CARA, É HORRÍVEL! EU MERGULHEI UMA COLHER CHEIA DE SUSTACHE DE CHOCOLATE NO LEITE E ADIVINHA? TIREI A COLHER DO LEITE E O SUSTACHE CONTINUAVA LÁ GRUDADO NO METAL, INTACTO. INTACTO.
Só restou a secreta cantar pra mim:
"Eu quis dizer, você não quis escutar..."
Thau ABout, vou ver como eu calculo a velocidade angular numa circunferÊncia de ângulo central equivalente a dois rpm. Se é que isso existe.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Especial da semana.


Homenagem ao Pai Serginho. Ele merece um espaço no About Blank.



Hehe, esse é o Pai Sérgio de Ogum. Olha o estilo da criança.




Esse é o trabalho do titio Sérgio, hehe.



Hehe, o senhor Ogum afirma trazer qualquer sujeito em apenas cinco horas. Hehe, vou ligar pra ele pedindo pra trazer o Osama Bin Laden até mim. Assim fico rica de vez, hehe.



I Love it (doentio) .--.

Se você não gosta de coisas doentias, não leia os Especiais da semana. Eu sei, era pra ter dito no início.
¬¬

Olá About Blankinho!
Vamos para a postagem de hoje!
palmas - palmas - palmas - gafanhoto grilando - palmas - palmas
Você já experimentou sabores estranhos? Pois então About, eu já provei batom, perfume e hoje pela primeira vez, shampoo. Não foi por querer. Não sou que nem gente idiota que aceita o desafio de alguém e o faz.
About Blank:
"Você me xingou :'("
O.K., provavelmente você quer saber como eu bebi shampoo sem ser por vontade própria.
ABout Blank:
"Não, eu não quero".
A.B., notou que hoje estou muita eufórica? Normamelmente não uso pontos de exclamação e sua página braquinha costuma a ficar cheia de ¬¬.
About Blank:
"¬¬"
O.K., vou continuar com a história do shampoo. Shamppo. Xampo. Xãnpú (oh yeah!). Como o de costume, eu tomo meu banho matinal às cinco e cinquenta da manhã...
About Blank:
"Você considera isso matinal? ¬¬"
E eu estava cantando debaixo do chuveiro, como sempre...
About Blank:
"Estava cantando o quÊ? O rap do seu professor de redação? ¬¬"
VAI!
E eu estava cantando, até que a espuma do shampoo entrou na minha boca e só vim perceber o tal gosto amargo quando saí do banheiro.
Ao menos era shampoo sabor chocolate :B
ABout Blank:
"Seu professor de química nunca lhe disse que são flavorizantes? ¬¬"
Eu:
"Ele nunca disse isso, mas disse que cochichar depois dele falar é coisa de menininha *o*"
Chegando ao meu ambiente escolar no Pai Sérgio de Ogum*, eu me disponho a falar com o BOB.
BOB:
"Sabe o que aconteceu na parada de ônibus?"
eu:
"Não."
BOB:
"Um ônibus pegou cinco pessoas".
eu:
¬¬
BOB:
:D
eu:
¬¬
BOB:
:D
eu:
¬¬
BOB:
:'(
E aí fui fazer minha prova de geografia. Meu Tang sabor uva, caiu subsídio como havia previsto. E eu não sabia a resposta. Isso eu não tinha previsto ¬¬
Bem, tem aquele negócio "ao menos tenta responder, coloca qualquer coisa, pra não deixar eu branco". A última vez em que eu tentei seguir esse conselho saiu essa Sukita de resposta:
CASAQUISTÃO.
Era uma prova de história. O professor tava perguntando sobre onde o Osama Bin Laden estava escondido.
DOIS ERROS NA PERGUNTA DETECTADOS:
1 - Se eu soubesse a resposta, eu já estava ao lado do Baraque Obama na primeira página de um jornal com os dizeres "THE CRAZY GIRL FINDING OSAMA"
2 - O Osama Bin Laden não morreu enforcado, céus? ¬¬
Então, a resposta saiu Casaquistão com S. Acho que vou ganhar ponto negativo por isso. ¬¬
Eu até terminei a prova cedo. Mas tinha o regulamento de horário e tive que ficar esperando dar oito e quarenta e finalmente sair daquela maldita sala confortável e silenciosa com um gostoso refresco de ar-condicionado. Enquanto isso, observava os demais. Não foi uma boa ideia.
Uma garota desenhando uma maçã com olhinhos e boquinha. Mimoso;
Um moleque assoando o nariz ao tempo em que tira cera do ouvido. Espetacular;
Bem, aí eu parei porque comecei a pensar em Longa Vida. (lembrando que palavras feinhas são substituídas por nomes de suco, para não manchar sua página braquinha, ABout Blank).
About Blank:
"Longa Vida é leite".
...
Depois da prova, encontrei com meus amigos e recebi um cartão mimoso de uma garota com qual muito simpatizo. Eu e BOB nos unimos (FUSÃO! hehe) e lemos. Era um cartão de recém-casados. Oh, céus. Eu me casei e não sabia. Eu não devia ter bebido tanto Tang.
Depois, por via Messenger, conheci um cara chamado Michel.Ele é tãããããoo legal! Vou reproduzir nossa conversa.
Michel:
Eu sou Michel, e vc?
eu:
Leia meu nick e saberás com quem fala. (desculpa ABout Blank, mas não posso expor mai neime)
About Blank:
"Saber seu nome mudaria a minha vida de página de internet ¬¬"
Michel:
De onde vc é?
BOB (em outra janela):
Ele é um (emotion de um ursinho nomeado Pedobear) - obs. não entendi o que ele quis dizer com isso :D
eu -
Eu não posso falar com estranhos segundo ordens superiores.
E *FIM*
Bem, ABout Blank, tenho que ir, a secreta* está me convidando forçadamente a almoçar.
BAI!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Hey, About Blank.
Estou aqui neste belo dia nublado de quinze + um (i love fiveteen days :~), com algumas nuvens pesadas no céu, não tão branquinhas como você, meu A.B.. Devo informa-lhe que a partir de agora vou nomear Radagásio de BOB, porque fui acusada de violação aos danos morais (isso existe? ¬¬)
Danos morais.
Dano.
Violação.
IOHDOIAHBGHNDPBNOKFDJMORBHJORLWJMONHKTE´PJ~PTRKDL[EÓH[PK!.!
Desculpe por manchar sua página tão branquinha, About. Mas então, vou lhes contar o que aconteceu hoje com minha pessoa, ou com a substituta que deixei em meu lugar para viver por mim .--.
Hoje eu cheguei e arrastei o BOB para contar sobre o episódio da sogrinha.
BOB:
_ O que você disse a ela? \õ/
eu:
_ "QUANDO A GENTE VAI SE CONHECER SENHORA FUNESTA*?"
BOB:
_ Isso é o suficiente para me... Suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuufresh (todas as palavras feinhas vão ser substituídas por nomes de suco, para não estragar seu branco inocente, About Blank).
Então, BOB relata retoricamente que ele vai continuar estudando no Colégio Pai Sérgio de Ogum (convenho a avisar novamente que todos nomes são fictícios, bem, nem todos, hehe) e eu me emociono.
A gente se abraça;
A gente se beija;
UM
A gente se abraça e beija;
aí a gente se separou e fomos para nossas salas. Eu sei, eu transmito muita emoção ¬¬
Mas About Blank, o que venho a dizer-lhe foi de hoje à tarde. Sabe, eu tenho prova de geografia amanhã. Estamos estudando o assunto dessa prova há um mÊs. Por enquanto eu ainda não sei o que é subsídio. O tema principal. Quando deu uma hora da tarde, eu me perguntei:
_ O que é um subsídio, oh ceus, estudo isso há mais de um mÊs e ainda não sei,.
Em seguida, deitei na cama.
e DORMI.
Sabe aquele negocio, só vou tirar um cochilo. Mas algo já estava gravado no meu subconsciente: Eu vou dormir e não vou conseguir acordar.
FOI O QUE HOUVE.
acordei com a minha secreta* me cutucando e quando olho no relogio vejo DUAS E QUARENTA.
NAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO! TENHO CURSO DE INGLêS àS TRêS E AINDA NÃO FIZ O EXERCÍCIO!
Eu levei mais dez minutos pra procurar meu estojo, o bendito estojo qual eu taco na nuca das pessoas que mais amo. E finalmente consegui achá-lo nos escombros do armário da minha prima
e comecei a fazer o exercicio de inglÊs:
I DRINK ORANGE JUICE
I DONT LIKE DOGS
I DRINK GRAPE JUICE
I LIKE CATS
DO YOU WANT TO GO TO THE BATHDROOM WITH ME?
WHAT THE HELL?!
YOU SOOOOOO STUPIED!
MY GIRLFRIEND IS A COW.
hehe, brincadeirinha.
E então saí de casa TRÊS E CINCO, cheguei lá no curso trÊs e dez.
ok.
cheguei dez minutos atrasada.
ok.
Mas pode ser pior. Quando o garoto cutucante é seu parceiro de aula.
*CUTUCA*
*CUTUCA*
*CUTUCA*
eu:
_ POW CARA, ME DEIXA EM PAZ!
ele:
_ MAS TE CUTUCAR É TAAAAO LEGAL
"Vai cutucar o nariz da tua avó, minute maid". ¬¬
Cheguei à casa e comi gelatina de morango, chocolate Charge e torta de limão que minha prima de nove anos fez, é isso mesmo, minha prima é mutante. uahuahuahuahu, no bom sentido da coisa.
Então, About Blank, me despido. Vou ler BOB.

domingo, 15 de novembro de 2009

Querido About Blank.
Estou aqui para o meu primeiro delato nessa sua página incrivelmente branca e pura. Lá vai o primeiro episódio trágico da vida de uma adolescente que não é tão aceitável nos parâmetros da sociedade moderna (I hate the World). (Ou Wolrd? ¬¬)
Eu tenho apenas quinze anos e já sofro com algo que era somente uma preocupação pós-casamento. Eu tenho uma sogra (a própria nunca vi e nunca falei por telefone) que segundo relatos de meu querido Radagásio (convenho a dizer que todos os nomes são fictícios, exceto o seu, querido About Blank), como escrevia, Radagásio filho de minha sogra (tenho que dizer ainda qual o grau de parentesco me pertence o Radagásio? ¬¬), vem me contando coisas que me andam assustando. "Eu tenho medo do que minha mãe faria com vocÊ", já é uma frase bem explícita... então meu A.B., eis que hoje quinze de novembro (I love fiveteen days :~) eu estava achando minha vida perfeita demais e resolvi fazer uma besteirinha. Minha tia e eu estávamos a disposição de um laptop com internet de boa velocidade e aí só podia dá merda. Não porque o laptop com internet tava à disposição. Era porque eu tava lá mesmo. Tive a brilhante ideia de vasculhar o orkut da minha sogrinha, nhac, ela não podia ser tão brusca a ponto de ficar chateada porque meu nome apareceu em visitações recentes. Ou poderia? ¬¬
Então, vasculhei o orkut dela e adivinha o que encontrei?!
Isso mesmo.
A pergunta Quem Sou Eu.
oksoks, chega de rodeios.
Entrei na página de recados por algum impulso maquiavélico e fingi digitar algumas palavras, vou reproduzir o momento:
titia - Não, não faça isso.
eu - Por que? O que aconteceria de demais se eu enviasse um recado?
titia - Não! Você não conhece a mulher e o Radagásio não vem falado muito bem dela.
eu - ¬¬
titia - Não faça isso.
eu - ¬¬²
E acabo por digitar no quadradinho branco que nem você, About Blank:
"QUANDO A GENTE VAI SE CONHECER, DONA FUNESTA*?" (Nomes fictícios).
titia - Você é louca! Não envie.
*dedinho se aproximando do enter*
titia - Não!
*dedinho clica enter*
E foi. Eu, entre risos, vi o meu recadinho na página singela de um cor azul pano velho. Em seguida, ainda recheada de alegria, apaguei o recado de imediato. Vi o rosto da minha tia. Não era um dos melhores. Perguntei qual foi o problema, se eu já tinha apagado o recado.
titia - Você sabia que seus recados, embora apagados, ficam salvos no e-mail?
FUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU...

Poisé, About Blank. Se ela realmente ler, bem, acho que a dona Funesta mãe de Radagásio nem vai ler sabe, porque a mulher nem é focada em negócio de computador. Ela só trabalha com informática...
FUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU²